Meio coração: não rola.

Vá de coração inteiro em tudo que decidir fazer.

Essa semana estou relendo um livro que adoro: A Cabala da Comida.

O livro conta como a relação que temos com a comida pode nos dizer muito sobre quem somos. Além de abordar muitos dos ritos, crenças e simbolismos que associamos aos alimentos.

Estou na parte que fala do mal impulso. E segundo o livro sabe qual é o mal impulso? É o meio impulso.

Compartilho aqui um trecho desse capítulo que tem muito a ensinar:

“Tanto o estudo quanto qualquer outra atividade na vida em que empenhamos apenas metade de nossos corações não têm valor nem para o corpo e nem para a alma. Aquele que vivencia com meio coração é como se estivesse dormindo pela metade”

Por isso acho que vale checarmos como estamos colocando nossos corações nas atividades e nas relações que escolhemos no nosso dia a dia.

Já dizia Fernando Pessoa:

‘Para ser grande, sê inteiro: nada
Teu exagera ou exclui.
Sê todo em cada coisa. Põe quanto és
No mínimo que fazes.
Assim em cada lago a lua toda
Brilha, porque alta vive.’

Que consigamos seguir com todo o nosso coração ❤